Total de visualizações de página

14 de jan de 2017

Cães encontrados mortos na casa de falsos protetores de animais

Brian Moore, de 25 anos, e sua namorada,
Whitney Smither, foram acusados ​​de
crueldade Foto: Divulgação / Daily Mail
Mais um caso de falsos protetores, que ao invés de cuidar e proteger, cometeram crueldades contra os animais indefesos.


Oito cães foram encontrados mortos a tiros na casa de um casal no Texas, EUA. Os corpos dos animais estavam junto com outros cães doentes, com bicheiras, infecções e feridas, todos abandonados, sem nenhum cuidado.

Brian Moore, de 25 anos, e sua namorada, Whitney Smither, eram conhecidos na comunidade como protetores de animais e foram responsáveis pela adoção de mais de 100 cães resgatados pelo Ark-La-Tec  Animal Rescue Group, de acordo com a ONG, a maioria desses animais ainda continuam desaparecidos.

Por já terem trabalhado no Ark-La-Tex Animal RescueGroup, o casal conseguiu autorização para dar lar temporário aos animais e encontrar casas seguras para eles. 

No entanto, eles começaram a levar muito mais animais do que lhes era permitido, isso chamou a atenção de Whitney Harrison, responsável pelas equipes de salvamento da ONG.

Após uma investigação foi apurado que uma média de 80% dos cães resgatados pela Ark-La-Tex Rescue durante 2016 tinham sido levados pelo casal. Um pit bull paraplégico de um ano de idade, chamado Charlie, estava entre os cães encontrados mortos na residência.


De acordo com Harrison, Smither “enganou muita gente”. Eles não sabem o número exato de animais o casal levou do abrigo e declarou que conhece apenas três casos de animais que foram encaminhados pelo casal para doação.

Aparentemente, Smither era um amante dos animais e declarava isso através da publicação de fotos e informações sobre os animais para adoção em sua página do Facebook.


A Animal Rescue Ark-La-Tex publicou uma mensagem na rede social para tentar resolver o incidente, pedindo a ajuda de todos para encontrar os outros animais levados pelo casal. 

Os cães sobreviventes foram resgatados da casa de Smither e enviados para ‘vários abrigos na área de Dallas Fort Worth’.

Leia também:
Protetora é condenada por matar 
milhares de cães e gatos




Nenhum comentário: