Total de visualizações de página

10 de set de 2012

Taubaté inicia Campanha de Vacinação Anti-Rábica


Taubaté inicia Campanha de Vacinação Anti-Rábica

   Visando garantir a imunização de cães e gatos em Taubaté, a Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, inicia, nesta terça-feira, dia 11, a Campanha de Vacinação Anti-Rábica 2012.
   Inicialmente serão vacinados os animais abrigados por protetores independentes e ONGs de Proteção, em seguida será realizada a vacinação casa a casa na Área Rural e finalmente a campanha se estenderá aos finais de semana nos Pamos da cidade.
  Durante esse mesmo período, os proprietários que quiserem podem levar seus animais no Centro de Controle de Zoonoses, localizado na Estrada Amácio Mazzaropi, s/n (próximo ao Hotel Mazzaropi) que também estará realizando a vacinação.
    A Campanha de vacinação, que acontece anualmente, foi suspensa por quase dois anos após relatos de mortes e efeitos colaterais graves em animais vacinados. “Este ano, a vacina é de cultivo celular, apresentando um maior poder de imunização e total segurança para os animais”, afirma a coordenadora do CCZ, Myleni Iemini.
     A vacina é destinada a cães e gatos a partir de três meses de idade, inclusive fêmeas no cio, prenhez ou amamentando e animais idosos. Os que estiverem passando por algum tipo de tratamento poderão receber a dose da vacina, desde que haja autorização do médico veterinário responsável.
Cuidados ao levar o animal para vacinar
Os animais devem ser transportados de forma adequada. Cães dóceis poderão usar apenas coleira e guia. Já os mais agressivos, devem usar focinheira. Geralmente ariscos, os gatos precisam ser levados em caixas de transportes apropriadas para evitar fugas e acidentes.
Importância da vacinação
 É importante salientar que todos os moradores devem imunizar seus cães e gatos. Como esses animais fazem parte do convívio familiar e, caso venham adquirir a doença, ela pode ser transmitida aos seres humanos.
 O vírus presente na saliva do animal infectado penetra no corpo via pele ou mucosas, por meio de mordedura, arranhões ou lambeduras. Ao ser mordido ou arranhado, o ideal é lavar o local com água e sabão e procurar um posto de saúde. Se o dono for desconhecido, é indicado também entrar em contato com o setor de Zoonoses. Se transmitida ao homem, a patologia quase sempre leva à morte.

Nenhum comentário: